O que é fetiche por pés?

A podolatria é um dos fetiches mais conhecidos mundo afora e tem muito mais coisas envolvidas do que apenas o tesão por pés.

Apesar de ser muito zomum, o fetiche por pés não é muito reconhecido e entendido pelas pessoas mundo afora. Nesse artigo, no entanto, vamos falar um pouco mais sobre o que é fetiche por pés e como ele aparece nos melhores sites pornô brasileiro.

 

Então, leia esse artigo até o final e entenda a fixação que algumas pessoas têm pelos pés, a famosa podolatria.

Fonte: Pixabay

 

O que é fetiche por pés?

O fetiche por pés é um fetiche com maioria masculina/

 

A maior parte dos podólatras são homens que gostam de massagear, acariciar, morder ou beijar os pés de mulheres ou de outros homens. São muitas formas diferentes de satisfazer o desejo, inclusive com a compra de fotos ou vídeos de pés. Inclusive esse é um mercado que tem crescido cada vez mais e vem tornando esse fetiche ainda mais popular.

 

Qualquer pé serve?

Sim e não. Na verdade vai depender de cada caso.

Para alguns podólatras o visual é muito importante, então os pés precisam ter uma aparência padronizada: unhas feitas e pintadas em cores escuras, sem manchas ou imperfeições. Para outros os pés mais gordinhos são mais atraentes ou os mais magrinhos, com dedos curtos, dedos compridos, etc.

Ou seja: Não existe um padrão. Cada podólatra vai se sentir atraído por um tipo de pé diferente e com características diferentes.

Como inserir o fetiche por pés na relação sexual?

Existem muitas formas de inserir a podolatria nas relações sexuais, desde simples carícias e massagens até utilizar posições que deixem os pés em evidencia.

Uma forma muito comum de usar a podolatria durante uma relação sexual é durante as preliminares, tocando o corpo do parceiro em diversos locais diferentes e massageando algumas regiões.

Por mais que os pés possam ser um alvo de fetiche para relações sexuais cotidianas, eles também podem ser usados agregando outras práticas como o BDSM. Tudo vai depender das pessoas envolvidas e do consentimento.

O fetiche por pés é algo comum?

O fetiche por pés é um dos mais comuns e populares entre os homens. Um estudo que aconteceu em 2021, executado pelo Pornhub, o mais site de pornografia do mundo, chegou à conclusão que a podolatria é o interesse que mais cresceu com relação às pesquisas em sites pornô.

Esse estudo também aponta que a geração Z, diferente do que as gerações anteriores, mostrou um aumento de 68% nas pesquisas de vídeos com temáticas de fetiches por pés. Dessa forma é possível afirmar que a podolatria é muito mais influente é comum nessa geração do que era para as pessoas das gerações anteriores.

Esse aumento do interesse em pesquisar e entender sobre a podolatria criou situações novas e um novo mercado que vem dominando o campo de fetiches por pés. Vamos falar desse novo mercado a seguir. 

 

O mercado de venda de packs: como ele influencia na podolatria

Quanto mais a podolatria atinge novos horizontes e se liberta das amarras invisíveis que a cercaram por anos a fio, maior se torna o mercado de venda de fotos de pés. Esse mercado é conhecido, também, como os packs de fotos. 

Surgiu há não muito tempo atrás e se tornou cada vez mais popular entre os praticantes de fetiches que ainda são mal vistos pela sociedade. Então, mulheres do mundo inteiro começaram a entender o fetiche e o mercado ganhou mais força. 

As mulheres que trabalham nesse mercado atendem solicitações de fotos de formas específicas: posições, cor de esmalte, tornozeleiras, desenhos, anéis, tatuagens ou qualquer outro pedido que possam receber. Também tem as mulheres que trabalham com vídeos, chamadas, ou lives dos pés em posições ou fazendo alguma tarefa ou ação. 

Essa venda pode ser feita em qualquer valor e quanto mais clientes atendidos maior o valor que conseguem arrecadar. As plataformas para venda dessas fotos são as mais diversas e elas acabam utilizando de redes sociais para divulgar o serviço. 

No começo, era muito comum encontrar perfis pelo Twitter e Instagram que atendiam a esse tipo de solicitações. 

 

O preconceito pela podolatria

Tudo que não é convencional gera preconceito e quanto mais incomum mais rápido uma determinada situação se torna um tabu. Então o preconceito com relação a podolatria é real e tem a ver, em sua maior parte, com a falta de conhecimento que existe sobre a prática do fetiche por pés. 

As pessoas costumam achar que o fetiche por pés é esquisito e anormal, então é comum aos podólatras a ideia de ser julgado quando esse assunto é mencionado. São poucas as pessoas que se interessam por questionar e entender o fetiche e suas práticas. 

Com o aumento das informações sobre esse fetiche, as pessoas passaram a conhecer mais a podolatria e a se interessar mais a procurar, principalmente quando os sites de conteúdo adulto começaram a mencionar e encorajar o fetiche por pés. 

O acesso a conteúdos desse tipo acaba influenciando positivamente no reconhecimento desse fetiche e na forma como o fetiche é visto pela sociedade. 

 

Conclusão

Se você tinha a curiosidade de saber o que era o fetiche por pés, esperamos que este artigo tenha lhe ajudado.

O fetiche por pés, também conhecido como podolatria, apesar de ser muito conhecido ainda é visto com muita repulsa e preconceito. Então por mais que seja uma prática difundida tem muitas pessoas que ainda não entendem o fetiche e o julgam como anormal. 

No entanto, os praticantes da podolatria vem derrubando barreiras e se mostrando cada vez mais na sociedade, além de ser um tema que vem aparecendo cada vez mais em vídeos dos melhores sites pornôs brasileiros e estrangeiros.  

Com esse aumento dos vídeos pornôs que abordam temas de fetiches, mostrando como funciona a prática, mais popular os fetiches tem se tornado. Também existe a difusão desses fetiches e prazeres através da literatura, quando os livros de romance passaram a abordar alguns temas relacionados aos fetiches e relações sexuais. 

Quanto mais informação for difundida de forma possível, maior a probabilidade de o fetiche por pés ser difundido com naturalidade e o julgamento dos praticantes diminuir ou se extinguir.