A quatro dias da Parada do Orgulho LGBT, um dos maiores eventos da capital paulista, a Câmara Municipal de São Paulo aprovou hoje a inclusão do projeto que cria o Dia do Orgulho Heterossexual para ser votado em segunda discussão. Ele deve entrar em votação ainda nesta tarde. O texto é do evangélico Carlos Apolinário (DEM), que há três anos é contra a realização da Parada do Orgulho LGBT na Avenida Paulista.

O projeto que cria o Dia do Orgulho Heterossexual, a ser comemorado em todo terceiro domingo de dezembro, tem o apoio de lideranças evangélicas e entrou em regime de urgência para ser votado com o apoio de 28 vereadores. Ítalo Cardoso, líder do PT, se posicionou contra o projeto e pediu a suspensão da sessão.

Por volta do meio-dia, todos os trabalhos estavam paralisados na Câmara por causa da discussão sobre o projeto. O líder do PT diz que nada mais será votado no dia se a proposta de Apolinário não for retirada da pauta – o projeto é o primeiro item da pauta da sessão extraordinária. O dia começa mais uma vez tumultuado no Legislativo paulistano, um dia após o vereador Aurélio Miguel (PR) travar a votação do pacote que concede isenção de R$ 420 milhões para o Corinthians.

Fonte: g1

14 comentários em “Câmara de SP discute criação do Dia do Orgulho Hétero

  • jun 27, 2011 em 14:21
    Permalink

    sou gay e nunca entendi qual a utilidade do orgulho gay, quero dizer, se nascemos assim não faz sentido ter orgulho por isso… logo deveria haver parada do orgulho dos loiros, dos negros etc etc… portanto não deveria haver nenhuma especie de parada de orgulho referentes a qualidades inerentes ao ser humano

    mas que é uma palhaçada num suposto estado laico ter uma bancada religiosa isso é ¬¬

  • jun 27, 2011 em 15:26
    Permalink

    Só um evangelico mesmo pra transformar uma brincadeira amigável numa demonstração de preconceito ¬¬

  • jun 27, 2011 em 17:47
    Permalink

    Pelo amor de deus,aonde esse povo está com a cabeça?… Não percebem que estão cada vez mais influenciando as crianças de hoje a serem gays,lésbicas,ou o quer que queiram ser… Isso é ridículo,vocês vão acabar com o futuro dessa nação! Se hoje já está essa putaria liberado em todos os lugares,o que mais faltam fazer ? LÓGICO,abrir até um dia para esse tipo de gente.

  • jun 27, 2011 em 19:01
    Permalink

    Isso é, de fato, mais uma das coisas que me decepcionam neste país. Dia do orgulho hétero? Sabe, héteros não apanham na rua por serem héteros. Eu acredito na igualdade. Acho idiota “consciência negra”, “orgulho gay”. O problema é que se não tivermos incentivo para aceitação das minorias, nunca que vão aceitá-las. Somos iguais. Somos humanos. Respeito seria a melhor opção. Mas, enquanto não há respeito… Somos obrigados a arcar com dias dedicados às minorias… Aos que sempre sofreram e que, como todas as outras pessoas, fazem parte e são cidadãos deste país.
    Ps.: Não vou entrar na discussão religiosa porque respeito muito a crença dos outros. Porém, eu sei que tais religiosos não respeitam homossexuais nem nada que seja divergente às suas crenças. É de parar pra se pensar, né.

  • jun 27, 2011 em 19:30
    Permalink

    tricolores cariocas e paulistas não estão convidados para esse evento

  • jun 27, 2011 em 22:19
    Permalink

    Le le le le leh!
    Ula lah lah !Low

  • jun 28, 2011 em 02:09
    Permalink

    Acho que você leu o titulo do post errado…

  • jun 28, 2011 em 09:39
    Permalink

    “entrou em regime de urgência para ser votado”

    e desde quando isso é um assunto urgente?!?!?

  • jun 28, 2011 em 10:56
    Permalink

    O país é democrático, e seus representantes são eleitos pelo povo. Se há bancadas religiosas, é reflexo do que o povo quer, oras…

  • jun 28, 2011 em 14:18
    Permalink

    Orgulho hetero e orgulho gay ? Que bosta é essa ? Foda-se se é hetero ou gay . . .nem sei pra que tanto draminha … a sexualidade é dos outros , aff . . .

  • jun 28, 2011 em 14:41
    Permalink

    É como li num blog um dia desses, que os homosexuais botam sungas e penas coloridas e saem nas ruas para pedir respeito e dignidade. Meio contraditório não?

    Eu não tenho vergonha nem orgulho em ser hetero, é apenas uma condição COMUM. Se ele é homosexual, é COMUM pra ele gostar de pessoas do mesmo sexo como é COMUM para mim gostar de pessoas do sexo oposto.

    No dia do Orgulho Hetero os homens vão sair nas ruas com macacões sujos de graxa, cerveja na mão e peito cabeludo? Rsrs.

  • jun 28, 2011 em 16:09
    Permalink

    logo, um estado laico é incompatível com a democracia?

  • jun 29, 2011 em 15:54
    Permalink

    nem todos nós fazemos isso, eu sou bem masculino haha, mas você está certo o problema é o orgulho, muito orgulho da problemas… a Alemanha teve uns probleminhas do tipo nos anos 30

  • jul 2, 2011 em 15:51
    Permalink

    O que mais me adimira é o regime de URGÊNCIA, significa que pra ter polêmica precisa pressa, mas pra resolver assuntos dedicados a educação saúde e saneamento não precisa pressa ¬¬
    No meu ver bancadas religiosas não deveriam existir, afinal ou você é líder religioso ou politico, não pode existir isso em um estado laico

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.